Vacina gripe

O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (27) que antecipará o início da campanha de vacinação contra a gripe para o dia 23 de março – 23 dias mais cedo do que a data original prevista.

Em coletiva de imprensa, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta explicou que a decisão tem os objetivos de evitar que o sistema de saúde fique sobrecarregado e de facilitar o diagnóstico de casos do novo coronavírus.

O primeiro caso da síndrome respiratória Covid-19 foi confirmado nesta quarta (26) em um morador de São Paulo de 61 anos que viajou para o norte da Itália entre 9 e 21 de fevereiro e está em quarentena domiciliar.

Facilitar o diagnóstico

Com a antecipação da campanha de vacinação contra a gripe, o ministro ressaltou que 80% dos que forem imunizados estão protegidos contra as cepas de influenza, que são muito mais comuns no país do que o novo coronavírus.

“Se um eventual profissional de saúde, um médico atende um paciente com quadro gripal que informa que foi vacinado ele auxilia muito o raciocínio desse profissional para pensar na possibilidade de outras viroses, que não aquelas que são cobertas pela vacina”, disse Mandetta.

crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes e puérperas de até 45 dias fazem parte do público-alvo da campanha de vacinação contra gripe e podem ser imunizadas gratuitamente.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *