Política de Privacidade Como Anunciar
Filtrar por Semana de Gestação
Saúde do Bebê
Tire suas dúvidas sobre a saúde bucal da criança!

24 de novembro de 2017

Confira dicas importantes para cuidar dos dentes do seu filho

Tire suas dúvidas sobre a saúde bucal da criança!

Tudo que envolve cuidados com os filhos pequenos enche os pais de dúvidas. No consultório do dentista não é diferente. Com a ajuda da odontopediatra Dra. Silvia Helena Spechoto, o Manual da Mamãe reuniu os principais questionamentos que ela ouve sobre a saúde bucal do bebê e da criança. Confira:

Quando iniciar a limpeza da boca do bebê?

Limpamos a boca com o objetivo de evitar basicamente duas doenças: cárie e gengivite. Então, a limpeza deve ser feita em função dos dentes, pois antes de eles irromperem temos apenas uma mucosa que reveste o osso. E ela não precisa ser higienizada, especialmente naquelas crianças que mamam no peito, pois o leite materno possui células de defesa. Com o aparecimento dos dentes, os alimentos e bactérias aderem à superfície do dente podendo causar cárie ou gengivite. A partir desse momento, a situação muda completamente, necessitando que a higienização da boca seja feita de forma frequente e efetiva.

Quando nascem os primeiros dentinhos?

Podemos dizer que esteja dentro da normalidade os dentes iniciarem sua erupção entre 4, 5, 6 meses até 1 ano, 1 ano e 2 meses. A partir desse momento, caso os dentes não tenham nascido, a criança pode ser levada ao odontopediatra para avaliar se há alguma alteração.

Quais escova e pasta devo usar na criança?

A escova recomendada é aquela que possui cerdas macias e cabeça pequena. Pode-se orientar pelas faixas etárias indicadas pelos fabricantes. Já a pasta, existe um consenso na literatura em utilizar aquela com flúor desde a primeira infância, logo que nasça o primeiro dentinho. A concentração do flúor deve ser acima de 1.000 ppm (ver rótulo) para que ele realmente traga benefícios. O ideal não é restringir a quantidade do flúor na pasta e sim a quantidade a ser usada na escova: 0 a 3 anos, do tamanho de um grão de arroz cru; 3 a 6 anos, tamanho de um grão de ervilha e acima de 6 anos, como a criança já sabe cuspir, não precisa de tanto controle, mas sem abuso.

E a chupeta, posso dar para meu filho?

Já existem estudos recentes que atestam que o uso consciente da chupeta não atrapalha a amamentação no 1º mês como a mamadeira atrapalha. Inclusive, a Academia Americana de Pediatria sugere o uso da chupeta durante o sono até 1 ano, para prevenir morte súbita do recém-nascido. O uso consciente da chupeta é apenas para a criança dormir e ela deve ser retirada até 1 ano e meio, 2 anos. É bom lembrar que qualquer chupeta, por melhor que ela seja, se usada em alta frequência irá provocar deformidades ósseas na boca do bebê.

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS