Política de Privacidade Como Anunciar
Filtrar por Semana de Gestação
Saúde do Bebê
Teoria da Extero-Gestação: a gravidez fora do útero

18 de junho de 2018

Segundo a teoria, os primeiros três primeiros meses pós-útero ainda podem ser considerados parte da gestação

Teoria da Extero-Gestação: a gravidez fora do útero

Após o nascimento, a fragilidade e a insegurança em perceber que o mundo ao seu redor mudou, podem causar reações diferentes no bebê. Também conhecida como teoria do 4º trimestre, a extero-gestação, formulada pelo antropólogo Ashley Montagu, mas difundida pelo pediatra Harvey Karp, explica que a gravidez não dura apenas 9 meses, mas sim, 12 meses.

A consultora do sono materno-infantil de Blumenau/SC, Ana Paula Franz, explica que a teoria defende que nos primeiros três meses de vida, o bebê passa por um período de desenvolvimento fora da barriga da mãe semelhante ao que era dentro do útero, precisando ser tratado com cuidado, para que ele se desenvolva melhor e mais tranquilo. “É essencial que os pais recriem ao máximo as sensações que a criança tinha quando ainda estava no útero durante esse período”, explica a consultora.

É preciso entender que, para o bebê, o mundo externo ao do útero é completamente novo. Por este motivo, é importante que a transição seja feita aos poucos e com muito cuidado. “Para ajudar o bebê nessa transição, recriar as condições uterinas podem auxiliá-lo a se integrar com o novo mundo”, observa Ana.

Veja algumas dicas da consultora para uma transição mais tranquila para o bebê:

• Amamentação em livre demanda: amamente seu bebê o quanto ele quiser e quando estiver com fome. Respeite o ritmo do bebê e aprenda a observar e reconhecer suas necessidades.

• Dê colo: ouvir as batidas do coração da mãe, a respiração e sentir o calor pode acalmar a criança.

• Embrulhe o bebê: envolto em uma manta, no famoso “charutinho” pode fazer a criança se sentir mais segura e protegida.

• Utilize sons para acalmar: a reprodução de sons que lembrem os ruídos do útero podem ajudar o bebê a lembrar do útero e se sentir seguro.

• Converse com o bebê: nada agrada mais o bebê do que ouvir a voz da mãe.

• Mantenha a calma: bebês são muito sensíveis a nossa energia. Quer acalmá-lo? Se tranquilize primeiro.

 

 

Leia Mais: Bella Falconi revela problema de saúde na segunda gestação

Leia Mais: Quando uma gestação é considerada de alto risco?

Leia Mais: Gestação e saúde da mulher: mitos e verdades

 

 

 

Make para mães cansadas. Confira o passo a passo:

 

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS