Política de Privacidade Como Anunciar
Dicas do Enxoval Quando Vai Nascer Seu Bebê na Capa Ver Todos
Filtrar por Semana de Gestação
Beleza da Mamãe
Plástica pós-parto, quando ela é necessária?

12 de Abril de 2019

As mais comuns são abdominoplastia, mamoplastia e lipoaspiração

Plástica pós-parto, quando ela é necessária?

A gestação muda o corpo da mulher. A musculatura do abdômen torna-se mais flácida e elástica para facilitar o crescimento do bebê. A mama, por sua vez, ganha volume e normalmente torna-se flácida. Essas mudanças dificilmente voltam ao status primário, o que leva muitas mães a procurarem por uma cirurgia plástica. As mais comuns são abdominoplastia, mamoplastia e lipoaspiração, afirmam os cirurgiões plásticos Dr. Eric Rosset e Dr. Guilherme Cunha. Em entrevista ao Manual da Mamãe, os especialistas explicam tudo sobre os procedimentos. Confira:

Quanto tempo após dar à luz é indicado que a mulher se submeta a uma cirurgia plástica?
O tempo é variável para cada cirurgia, mas em termos gerais devemos aguardar o término da lactação e a estabilização do peso, o que normalmente ocorre seis meses após parto. Durante o primeiro ano de vida o vínculo mãe-filho é muito forte, e a criança ainda é muito dependente da mãe. Fazer uma cirurgia plástica neste período a afasta por pelo menos 15 dias, sendo esse um fator preponderante quanto ao melhor momento de indicação de uma cirurgia. Por isso, discutimos individualmente cada caso e procuramos orientar a paciente no sentido de programar o melhor momento para cirurgia, aquele em que o binômio mãe-filho não seja prejudicado, respeitando a opinião e o desejo da mulher sem abrir mão da segurança da paciente e do conforto da criança.

Quais são as cirurgias plásticas mais procuradas por uma recém-mamãe? É possível associá-las em um único procedimento?
São abdominoplastia, mamoplastia e lipoaspiração. A associação de procedimentos torna possível ajustar as alterações observadas na gestação. A abdominoplastia corrige o excesso de pele e a flacidez muscular; a mamoplastia devolve o contorno e a forma da mama; a associação de lipoaspiração deixa o contorno corporal mais suave. A associação de procedimentos deve seguir protocolos estritos de segurança, com a realização adequada do risco cirúrgico e nunca deve ultrapassar os limites fisiológicos impostos pelo corpo da paciente.

Normalmente, quanto tempo após a cirurgia a mamãe terá o resultado almejado?
A mudança é imediata, mas a redução do edema, a estabilização das cicatrizes e retração de pele é variável para o tipo de cirurgia e para cada paciente. De modo geral, observamos que o edema e a retração de pele mudam muito pouco após 90 dias de cirurgia; já a estabilização de cicatriz pode durar até 2 anos.

O que observa na autoestima das suas pacientes após os procedimentos?
As mudanças inerentes da gestação levam a mãe a procurar a cirurgia plástica. Quando bem realizada é extremamente gratificante para a mulher e para o casal. A autoestima encontra-se com a satisfação de ser mãe, nota-se um crescimento da segurança, autoconfiança e plenitude, pré-requisitos para uma vida mais feliz.

No caso de uma nova gravidez, os resultados dos procedimentos feitos logo após a anterior são “perdidos”?
Nem sempre, mas é algo que devemos levar em consideração ao indicar ou realizar um procedimento. Mamoplastias e abdominoplastias são as que apresentam maiores alterações em novas gestações. Indicamos um período mínimo entre a cirurgia e uma nova gestação, mas esse é um caso que deve ser individualizado e discutido com o cirurgião.

Então a mulher deve se submeter a determinadas cirurgias plásticas apenas se não for ter mais filhos?
Apesar de não existir contraindicação formal, o bom senso nos leva a indicar cirurgias como abdominoplastias apenas em pacientes que não desejam ter mais filhos ou com prole constituída, do mesmo modo a mamoplastia redutora pode apresentar repercussão sobre a amamentação, o que tem que ser discutido de forma bem clara com a paciente.

Existe alguma contraindicação da cirurgia plástica no pós-parto?
Desde que respeitado o período de recuperação e o término da amamentação não há contraindicações. Em nossa rotina iniciamos um protocolo de suplementação nutricional 15 dias antes da cirurgia, estendendo-se por 30 dias de pós-operatório. Realizamos um protocolo de cicatrizes que dura 90 dias e acompanhamos essa paciente por um ano.

O que a mulher deve levar em consideração na hora de escolher o cirurgião plástico?
Referência, seriedade, segurança, empatia e profissionalismo. Em uma época em que se tornou muito fácil realizar um procedimento cirúrgico, com um número crescente de cirurgiões, essas são as características essenciais para procurar um bom cirurgião plástico. O profissional deve ser credenciado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e deve ser correto em suas indicações não vendendo falsas ilusões. Além disso, precisa prezar pela segurança da paciente e a relação médico/paciente deve ser transparente e confiável para ambas as partes.

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS