Política de Privacidade Como Anunciar
Filtrar por Semana de Gestação
Saúde da Mamãe
Pilates trimestre a trimestre: como são os exercícios?

11 de junho de 2018

A cada fase da gestação as prioridades da mulher mudam. Pilates acompanha as necessidades do seu corpo

Pilates trimestre a trimestre: como são os exercícios?

O Pilates cada dia mais tem se consolidado como uma das atividades físicas mais indicadas para as gestantes. De baixo impacto, o exercício pode ser iniciado já no começo da gestação, desde que haja liberação do obstetra. E então, a cada trimestre, o repertório de exercícios da modalidade é modificado, pois de acordo com a evolução da gravidez as necessidades e prioridades mudam, explica a fisioterapeuta Dra. Cristina Neves. Confira como é fazer pilates em cada trimestre da gestação:

Primeiro trimestre

No primeiro trimestre, existe o cuidado de se iniciar exercícios de força e condicionamento muscular somente quando se estabelece, por meio de ultrassom, como está a implantação placentária. Se não houver nenhum risco e o obstetra liberar, a gestante pode se beneficiar de uma ampla gama de posições dentro do ambiente de Pilates.

Entretanto, normalmente, nesta fase, as grávidas sentem muitos enjoos e sono, sintomas esses que limitam o trabalho. “No caso de muito enjoo, os exercícios na posição deitada ou com a cabeça mais baixa devem ser evitados. Se a gestante era sedentária antes da gravidez, nesta fase, faz-se apenas exercícios leves, alongamentos e solturas”, esclarece a Dra. Cristina.

Segundo trimestre

O segundo trimestre é marcado por uma fase de bem-estar para a maioria das mulheres. Sendo assim, é o momento de se estabelecer, a partir de uma criteriosa avaliação, o que cada gestante precisa trabalhar com mais especificidade segundo sua postura, seu corpo, sua profissão, seu histórico de atividades físicas e suas pretensões para a gravidez e parto.

A Dra. Cristina informa que várias posições podem ser adotadas, com exceção das deitada de barriga para baixo e dependurada. A que a gestante fica deitada de barriga para cima deve ser utilizada com muito critério, pois algumas mulheres possuem a síndrome supina, que é um mal-estar acompanhado – ou não – de desmaio quando se está nesta posição. “Nessa fase também dá-se prioridade para o fortalecimento do assoalho pélvico que sofre bastante com o crescente aumento do peso sobre ele”, observa.

7 Pilates trimestre a trimestre: como são os exercícios?

Terceiro trimestre

No terceiro trimestre, com a presença de vários sintomas próprios da gestação, como cansaço excessivo, falta de ar, câimbras, dor nas costelas, dor nas costas, entre outros, as atividades do Pilates devem voltar-se para a promoção do bem-estar, e os alongamentos, exercícios respiratórios e de soltura pélvica e corporal devem ser priorizados.

Nesta fase, as mulheres que desejam parto normal iniciam a preparação específica com respirações e posturas conhecidas no meio da fisioterapia. “Este trabalho não é próprio do Pilates, mas agrega à sessão de Pilates”, pontua a Dra. Cristina.

3 Pilates trimestre a trimestre: como são os exercícios?

Fique atenta!

É importante frisar que o método Pilates, tal como foi criado por Joseph, possui várias contraindicações para as gestantes. O que a Dra. Cristina Neves faz no seu studio é um trabalho adaptado complementado por técnicas fisioterapêuticas para atender de forma segura este público.

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS