Política de Privacidade Como Anunciar
Filtrar por Semana de Gestação
Saúde do Bebê
Dermatite de fraldas: seu bebê tem?

6 de Março de 2017

Dermatite de fraldas: seu bebê tem?

Você sabe o que é dermatite de fraldas? Ao contrário do que o nome possa parecer, a dermatite de fraldas não é alergia a fralda, mas sim o conjunto de diversas dermatoses que acontecem na região do períneo, nádegas e coxas do bebê. “Conhecida como ‘assadura’, a dermatite da área das fraldas é causada por bactérias das fezes do bebê que entram em contato com a urina. Quase todos os bebês passam por essa experiência devido à umidade natural da fralda que pode causar assaduras naqueles de pele mais sensível”, explica a pediatra com Especialização em Dermatologia Pediátrica Dra. Habibe Giovanna Lopes.

A dermatite de fraldas é muito comum em crianças menores de dois anos de idade, grupo que usa mais fralda. Clinicamente, ela provoca uma sensação de queimação na pele e vermelhidão nas áreas que entraram em contato com a fralda. “Por isso é muito importante trocar a fralda do bebê frequentemente. Como isso acontecerá várias vezes ao dia, facilitará identificar se seu bebê estiver com assaduras para, assim, iniciar o tratamento”, aconselha a Dra. Habibe.

De acordo com a especialista, à intensidade da dermatite da área das fraldas varia de leve a grave. É essencial manter o pH da pele para evitar o aparecimento de infecções de origem bacteriana, fúngica ou viral. É recomendável que, na vigência de um quadro de dermatite na área das fraldas, leve o bebê ao médico para um diagnóstico correto e para se informar sobre qual o tratamento mais indicado.

Tratamento

O tratamento de dermatites leves consiste na higienização do local, evitando-se friccionar a pele no momento da limpeza e o uso de lenços umedecidos, que podem causar lesões na barreira cutânea provocando dermatite de contato. Após a higienização, o uso de pomadas ou cremes específicos é indicado. Aumentar o número de trocas de fraldas também é fundamental. Esses cuidados, muitas vezes, são suficientes.

“Existem medidas de higiene para deixar a pele sempre sequinha. Algumas pessoas falam de uso de talco, maisena e outras receitas caseiras, mas não precisamos de nada disso. Existem pomadas de ótima qualidade disponíveis no mercado”, informa.

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS