Política de Privacidade Como Anunciar
Filtrar por Semana de Gestação
Saúde da Mamãe
Como se preparar para a amamentação?

11 de novembro de 2019

Todas as dicas para ter sucesso ao amamentar

Como se preparar para a amamentação?

Amamentação não é só “pega e posicionamento”. Estar calma e tranquila é o primeiro passo para ter sucesso ao amamentar. Portanto, para minimizar as dificuldades que possam surgir na amamentação, primeiramente a gestante tem que fortalecer sua rede de apoio. Ela precisa conversar com as pessoas que a ajudarão no pós-parto sobre o papel de cada uma, para que possa ficar à disposição da amamentação e do seu bebê. A enfermeira neonatologista e consultora em amamentação Kamilla Vêncio ressalta que tendo organizado essa rede, é hora de partir para o aprendizado. Confira algumas dicas:

Contato pele a pele. Quanto mais intenso e precoce o contato inicial do bebê e sua mãe, melhor será o resultado, proporcionando uma correta técnica de sucção. Isso porque o contato com o mamilo da mãe estimula terminações nervosas na boca do bebê, aperfeiçoando o reflexo de sucção e permitindo uma amamentação quantitativamente melhor, além de influenciar na apojadura, a descida do leite.

Pega. Diferente do que muitos pensam, o bebê não nasce sabendo “mamar”. Ele tem sim o reflexo de sucção, mas a extração de leite no seio materno é algo complexo e que precisa ser ensinado. Na pega correta, visualizamos: queixo encostado no seio, e mais aréola visível na parte de cima. Portanto, é necessário que, no primeiro mês, a mãe tenha muita atenção a todas as mamadas, corrigindo sempre que o bebê errar a pega.

Apojadura. A descida do leite pode ser um momento de estresse e tensão na amamentação. E se a mãe for orientada de maneira inadequada pode afetar-se emocionalmente, com ansiedade pela espera do leite maduro e, assim, ter a supressão dos hormônios necessários para a ejeção do leite. A apojadura surge, aproximadamente, após o terceiro dia do parto, e pode acontecer de maneira intensa, com ingurgitamento mamário (empedramento), dificuldade na saída do leite e inflamação local. Nesse caso, é importante fazer massagens intensas e vigorosas em toda extensão dos dois seios para que esse leite fique fluido, facilitando também a pega correta.

Feridas mamárias. As fissuras e lesões mamárias ocorrem, principalmente, devido à pega errada, então, o primeiro passo é corrigi-la. Para tratar a ferida, o uso do leite materno após as mamadas é uma boa opção para hidratação do mamilo. Produtos à base de lanolina já foram muito utilizados para cicatrização, mas atualmente tem causado dúvidas quanto à aplicação no mamilo machucado, pois podem causar obstrução de ductos.Pomadas à base de Ácido Graxo Essencial, comuns no tratamento de feridas, tem sido usadas para a cicatrização de mamilos rachados. Outro instrumento que tem crescido muito para esse tipo de tratamento é o Laser de Baixa Frequência. Ele acelera a cicatrização, auxilia na recuperação tecidual e ainda reduz a sensação dolorosa das mamadas causada pelas feridas.

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS