Política de Privacidade Como Anunciar
Dicas do Enxoval Quando Vai Nascer Seu Bebê na Capa Ver Todos
Filtrar por Semana de Gestação
Saúde do Bebê
Caroço no pescoço das crianças é motivo de preocupação?

9 de Fevereiro de 2018

Chamados de massas cervicais, esses caroços aparecem em aproximadamente 45% dos pequenos. Saiba quando se preocupar

Caroço no pescoço das crianças é motivo de preocupação?

As massas cervicais, ou seja, caroços no pescoço, são muito frequentes nas crianças. Estima-se que aproximadamente 45% dos pequenos tenham alguma massa cervical palpável. Porém nem sempre isso deve ser motivo de preocupação para os pais. Para alertar as mamães sobre quando levar os filhos ao médico nesses casos, convidamos o otorrinolaringologista Dr. Givanildo de Pádua Pires a esclarecer as principais dúvidas. Confira:

Em que casos os caroços no pescoço são considerados anormais?

No recém-nascido, considera-se como anômala qualquer massa ou linfonodo cervical palpável, independentemente do tamanho. Para a idade entre 6 meses e 12 anos são considerados anormais linfonodos maiores ou iguais a 1cm.

Que doenças eles podem significar?

Vários elementos relativos aos caroços influenciam no diagnóstico, como idade da criança, tempo de duração da massa, localização no pescoço e características à palpação (consistência, tamanho, mobilidade, presença de dor, calor e flutuação). Assim, as massas cervicais bilaterais são geralmente causadas por infecções virais da via aérea superior (IVAS), podendo surgir após um quadro de dor de garganta, febre e tosse. Já com os sintomas associados de febre, sudorese noturna e perda ponderal é possível o diagnóstico de linfoma e tuberculose. Menos frequente, mas o uso de medicações, como isoniazida e fenitoína, levanta a hipótese de linfadenopatia provocada por essas drogas. O importante é procurar o médico, que vai fazer os exames, e lhe dar o diagnóstico correto.

Qual a frequência aproximada do aparecimento dessas doenças relacionada às massas cervicais?

Estimamos que 75% das massas cervicais em crianças e adolescentes correspondam a adenopatias inflamatórias ou infecciosas. Menos de 5% são causadas por neoplasias malignas e cerca de 20% por alterações no desenvolvimento embrionário.

Que exames são feitos para diagnosticar o motivo do aparecimento desses caroços?

O hemograma completo pode ajudar no diagnóstico de linfadenite bacteriana. Testes cutâneos para tuberculose devem ser realizados se houver suspeita desta infecção. Exames adicionais incluem sorologias para EBV, citomegalovírus, toxoplasmose e Bartonella henselae. A radiografia de tórax é importante na avaliação das doenças granulomatosas, principal causa de adenopatias cervicais crônicas. A ultrassonografia e a tomografia computadorizada ajudam a diferenciar massas sólidas de císticas, bem como determinar a presença e grau de supuração ou infiltração de estruturas vizinhas. A confirmação anatompatológica faz-se preciso em caso de massas progressivas ou persistentes após 12 semanas. Iniciamos com punção aspirativa por agulha fina (PAAF) que, em mãos experientes, é um excelente método para distinguir entre doença benigna e maligna. Nos casos em que suspeita-se de doença linfoproliferativa, está indicada a biópsia excisional para estudo histopatológico

Qual a importância de procurar um médico caso apareça algum caroço no pescoço da criança?

É importante procurar um médico para dar um diagnóstico correto, minimizar as intercorrências e, em caso de infeções, iniciar um tratamento adequado o mais rápido possível, pois em alguns casos é possível evitar até possíveis internações hospitalares indesejáveis, bem como possíveis complicações e em outros iniciar um acompanhamento e investigação etiológica.

Olha o alerta que o Dr. Givanildo gravou especialmente para o Manual da Mamãe:

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS