Política de Privacidade Como Anunciar
Dicas do Enxoval Quando Vai Nascer Seu Bebê na Capa Ver Todos
Filtrar por Semana de Gestação
Crescimento Infantil
Adolescência do bebê: como lidar com as birras dos dois anos de idade?

16 de Janeiro de 2018

Período conhecido como terrible twos, em inglês, é marcado por birras e malcriações frequentes. Saiba o que fazer

Adolescência do bebê: como lidar com as birras dos dois anos de idade?

De repente aquele bebê tranquilo muda totalmente de comportamento e faz birra sempre que sua vontade é contrariada. Os pequenos estão cheio de birras, choram, gritam, se jogam no chão, agridem os amigos, batem a cabeça na parede, mordem, beliscam e dizem “não” a tudo que lhes é pedido. A chamada “adolescência do bebê” é um evento natural que ocorre na primeira infância, entre 1 ano e meio e 2 anos, podendo se estender até os 4 anos de idade, esclarece a psicóloga, terapeuta cognitiva comportamental e especialista em avaliação psicológica Luciana Rosa Martins.

“Esse é um momento de descoberta, quando a criança começa a desenvolver a autonomia e o reconhecimento de si, da sua identidade. Logo, ela manifesta o desejo de fazer as suas coisas sozinhas, suas escolhas, uma tendência parecida com a do adolescente de se autoafirmar”, explica. Ela acrescenta que essa fase faz parte do desenvolvimento infantil, mas não significa dizer que toda criança passa por ela da mesma forma. Algumas podem vivenciar com mais intensidade do que outras.

O fato é que os pais devem estar preparados para lidar com comportamentos sem perder a paciência, pois é um momento importante na educação da criança, ensinando a importância de se ter limites. Portanto, a psicóloga aconselha que o primeiro passo é compreender que trata-se de um processo de amadurecimento, que exige tempo e dedicação para esclarecer o que é certo e o que é errado. Veja o que você pode fazer:

Passeios com birras

Antes de sair, contextualize para a criança sobre o passeio, esclareça o que ela pode e o que não pode fazer. O interessante é que haja pré-combinados, informando o que acontece caso ela desobedeça. Jamais ceda às manipulações e choros. Caso eles persistam avise ao seu filho que só irá conversar depois que ele se acalmar. Quando a criança se acalmar, se abaixe e explique o que ela errou e que isso tem uma consequência. Nessas horas o pré-combinado é um grande aliado, pois fará a criança perceber que todas as nossas atitudes têm consequências, positivas ou negativas, assim é a vida.

Porém se a birra da criança persistir, de modo a ser constrangedor, retire a criança do ambiente de forma neutra, ou seja, sem conversar, sem esboçar irritação. Isso demonstrará desaprovação e aplique a disciplina quando tudo estiver mais calmo. Por isso, é necessária muita paciência nesse momento.

birra-1 Adolescência do bebê: como lidar com as birras dos dois anos de idade?

Bater nas pessoas

O bater nessa fase é gerado por um descontentamento por não aceitar limites, nem o “não” como resposta. Porém, é um momento em que a criança ainda não tem maturidade emocional e não sabe lidar com seus impulsos, por isso cabe aos pais ensiná-los, mas uma vez com muita paciência. Quando a criança bater em alguém ela precisa ser contida. Então, se abaixe na altura da criança, diga que reconhece sua emoção, mas que bater é errado, gera tristeza, dor e mágoa nos pais, quanto na pessoa que ele bateu. Dessa forma vai se construindo um modo de agir e um movimento de vida mais saudável.

agressividade-crianca-1383583892277_1920x1280 Adolescência do bebê: como lidar com as birras dos dois anos de idade?

Autoagressão

Para chamar a atenção, os pequenos também costumam se autoagredirem. É importante que esse comportamento seja avaliado, pois pode ser que a criança esteja querendo chamar atenção dos pais, mas também pode significar algum problema emocional que ela esteja vivenciando. A criança, nessa fase, precisa da atenção de qualidade dos pais. Caso tenham alguma dificuldade, a ajuda de um especialista é indicada para poder compreender o que está acontecendo com as demandas emocionais do filho(a).

transtorno-desafiador-opositivo Adolescência do bebê: como lidar com as birras dos dois anos de idade?

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS