Olá, em qual região
você está?
Selecione seu Estado:
Política de Privacidade Como Anunciar
Filtrar por Semana de Gestação
Beleza da Mamãe
Você não precisa sofrer por causa das estrias. Saiba como tratá-las
1218

De um simples risquinho vermelho a um risco mais largo, profundo e esbranquiçado, que fica similar a uma cicatriz. Lá estão elas, as temíveis estrias. Este desafeto estético de quase todas adolescentes e mulheres e de alguns homens é caracterizado pela ruptura das fibras elásticas que sustentam a pele, devido à herança genética ou por hiperextensibilidade da derme, ou seja, quando esta estica muito por conta de um estiramento causado por ganho de peso, gravidez, uso prolongado de corticoides ou crescimento rápido.

Para entender o nível de eficácia dos tratamentos, é bom saber a diferença entre os tipos de estrias. Dermatologistas explicam que as estrias avermelhadas são a fase inicial e inflamatória do problema e, por isso, respondem melhor aos tratamentos. Já as estrias brancas geralmente são mais antigas, tornando-se cicatrizes. Neste caso, para obter um resultado satisfatório, é necessário preencher as depressões, estimulando novas fibras de colágeno, o que se torna mais difícil do que só reorganizá-las, como no caso das estrias ainda vermelhas. Entre os tratamentos, que devem ser realizados apenas após a gestação, conforme orientação do seu dermatologista, destacam-se:

Dermobrasão: é feito um lixamento da pele com o aparelho peeling de cristal, para remover a camada superficial e estimular o colágeno.

Carboxiterapia: é a aplicação de CO2 medicinal, que é um gás que entra na pele e estimula os miofilamentos a produzirem colágeno.

Laser: como por exemplo, o CO2 fracionado. Ele emite o feixe de laser separado em vários microfeixes ou luz, como se fosse um chuveiro. Atinge a pele por partes, facilitando a remodelação do colágeno e a contração da pele.

Laser 1540: Erbium Glass fracionado não ablativo, atingindo uma maior profundidade da pele, estimulando colágeno e favorecendo o processo de cicatrização da estria.

Radiofrequência: pode-se associar esse tratamento aos outros, visando uma melhora da textura da pele e estimulando a produção de colágeno e contração da pele.

Prevenção

Para prevenir o surgimento das estrias, a dica é: mantenha-se hidratado e cuide de sua alimentação para o estímulo adequado à produção de colágeno. Além disso, use na pele cremes contendo vitamina E, vitamina A, elastina, colágeno, óleo de semente de uva, óleo de rosa mosqueta, e não se esqueça da atividade física frequente.

VAMOS COMPARTILHAR?

COMENTÁRIOS